Miss Cantine

“É muito positivo que os pais possam estar com os filhos na sala de aula”, conversamos com um professor sobre o período de adaptação

O “volta às aulas” está aqui. Muitas crianças começam pela primeira vez e muitas dúvidas surgem dos pais sobre como podemos ajudá-las no período de adaptação. Em alguns centros, é comum as famílias podem acompanhar seus filhos na sala de aula por alguns dias, mas não é uma prática estendida em todas as escolas maternais e muito menos nas escolas.

No entanto, alguns especialistas acreditam que o acompanhamento é muito positivo para a criança, pois faz com que ela ganhe confiança e inicie o curso de maneira mais descontraída. Perguntamos a Mª Victoria Gómez, pedagoga e professora de Educação Infantil na Comunidade de Madri, sobre este tópico: adaptação na companhia dos pais, sim ou não? O que devemos considerar?

É positivo que os pais estejam na sala de aula durante o período de adaptação?

Sim. Sem dúvida. Como adultos, devemos fazer o exercício de nos colocar no lugar da criança: se de repente fôssemos libertados em um lugar estranho e estivéssemos cercados por pessoas desconhecidas, o que sentiríamos? Provavelmente não encontraríamos nada confortável. Bem, acontece com as crianças o mesmo, mas multiplicadas por mil, porque elas não têm a capacidade de raciocinar que temos adultos ou nossas estratégias de comunicação “.

“Eu acho que seria muito positivo que por uma semana os pais pudessem acompanhar seus filhos na sala de aula por um tempo razoável, o que eu calculo em pelo menos uma hora”

“Filhos extrovertidos que não têm problemas com a adaptação serão muito bons se estiverem com os pais, como se estivessem sem eles, embora certamente na companhia dos pais eles gostem mais”

“E no caso de crianças que passam por maus momentos e têm angústia pela separação, podendo estar em um novo espaço e cercadas por novos rostos, mas na companhia de seus pais, fornecerá segurança. Logicamente, isso não impedirá o sofrimento da separação quando os pais forem embora, mas esse impacto será minimizado porque a criança verá que, embora o ambiente seja desconhecido para ele, nada aconteceu “..

Qual é a idade ideal para os pais estarem com os filhos na sala de aula nos primeiros dias?

“Creio que O momento em que as crianças mais precisam desse contato é entre o primeiro e o terceiro ano de vida. Ou seja, a permanência na creche e o primeiro curso de Educação Infantil. Depois de quatro anos, não considero mais necessário “.

Mas existem nuances!

Embora Mª Victoria explique que essa maneira de fazer a adaptação seria ideal para crianças, também destaca as presença de certos fatores que podem dificultara e que devemos levar em consideração. Portanto, não é uma prática estendida em muitos centros.

“Por um lado, devemos levar em conta a questão da reconciliação dos pais, porque não em todos os empregos, podemos nos dar ao luxo de estar ausentes por pelo menos uma hora, para estar na sala de aula com nossos filhos. Há muitas pessoas para quem essa prática seria inviável “.

“Quando para razões profissionais ou pessoais que os pais não podem acompanhar seus filhos na sala de aula Durante o período de adaptação, outros parentes, como avós, tios ou irmãos mais velhos, podem ser usados. Mas, infelizmente, isso nem sempre é possível, e há crianças que realmente não podem contar com ninguém para acompanhá-las naqueles dias “..

“Ou é certo que absolutamente todas as crianças serão acompanhadas, ou esse tipo de período de adaptação não deve ser realizado, porque as crianças deixadas sozinhas se sentem muito deslocadas e se divertem muito”.

“É verdade que em muitas escolas e faculdades, oficinas ou atividades são organizadas ao longo do curso em que as famílias frequentam. E sempre encontramos casos de famílias que, por qualquer motivo, não podem frequentar. Mas, nesses casos, o curso Já está avançado e os alunos estão integrados, para que não passem tão mal. a incorporação e os primeiros dias você tem que cuidar deles, e todas as crianças devem estar em igualdade de condições “.

Por outro lado, Victoria também insiste na importância de acompanhar nossos filhos de fundo, apoiando-os emocionalmente, mas incentivando-os a estabelecer contato com os professores que os acompanham.

“Se, por exemplo, nosso filho nos perguntar se ele pode pegar um brinquedo que viu na sala de aula, pediremos a ele que peça permissão ao professor; ou se tiver alguma dúvida ou dúvida sobre a escola, incentivá-lo a transferi-lo para Dessa maneira, os pais podem ajudar as crianças a estabelecer esse primeiro contato confiante com os professores “.

Para muitos pais, “voltar às aulas” é sinônimo de nervosismo, dúvidas e emoções encontradas. Se você tiver sorte o suficiente para acompanhar sua filhinha nos primeiros dias de adaptação, aproveite-a e viva-a intensamente: com certeza é uma experiência fantástica para vocês dois!

E para aqueles que não têm essa oportunidade, lembre-se de que podemos ajudar nossos filhos de muitas outras maneiras, e que também devemos confiar nos professores que cuidarão deles durante o curso, porque receberão nossos filhos com o melhor dos sorrisos e com Todo o seu amor Feliz de volta à escola!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *