Miss Cantine

Nove dicas de segurança para curtir com as crianças neste verão nos parques aquáticos

Passar o dia em um parque aquático é uma das alternativas de lazer favoritas para as famílias no verão. Apreciar o sol, a água e as atrações traz momentos de diversão e muita adrenalina: certamente você não consegue pensar em um plano melhor para essas tardes quentes!

Mas é importante conhecer as medidas de segurança que devem ser adotadas para evitar acidentes, nesse tipo de espaço aquático, multiplica os riscos de afogamento e trauma. Nós dizemos como desfrutar de parques aquáticos sem riscos.

Respeite sempre as regras das atrações

Primeiro, é essencial que os pais conhecem os regulamentos do parque aquático, e vamos explicar às crianças, para que elas entendam as proibições, limitações e conselhos que damos a elas. Além disso, antes de irmos a uma atração, precisamos ler os painéis de informações juntos, pois eles contêm informações essenciais para desfrutar sem riscos.

Nesse sentido, é importante que nunca pule as indicações dadas sobre peso e altura mínimo e máximo para apreciar a atração. E é que, se nosso filho for pequeno demais para uma atração específica, ele poderá ser jogado ou disparado, enquanto que se exceder o peso ou a altura, ele poderá ficar preso ou atingir velocidade excessiva.

Siga as recomendações dos salva-vidas

Mas, independentemente das informações oferecidas por cada atração aquática, devemos prestar muita atenção ao instruções específicas dadas pelo salva-vidas, além de tomar banho exclusivamente em áreas protegidas.

De qualquer forma, e independentemente do trabalho realizado pelo salva-vidas na piscina, não devemos esquecer que nossos filhos são nossa responsabilidade pelo que nunca devemos tirar os olhos.

Piscinas de ondas, especialmente perigosas para os mais pequenos

Segundo especialistas, Piscinas com ondas são as atrações aquáticas mais perigosas para crianças pequenas, especialmente se eles não sabem nadar bem. E é que esses tipos de piscinas geralmente congregam um grande número de pessoas e se tornam especialmente caóticos quando as ondas começam.

Como aproveitar a piscina com crianças e sem riscos?

Isso pode dificultar a visão dos salva-vidas, e até outros banhistas podem nem perceber que a criança está em perigo. É por isso que é recomendado que os pais sempre tomam banho com as crianças nessas atraçõese verifique se eles podem alcançá-los simplesmente esticando o braço.

Use recursos de segurança se a atração permitir

É aconselhável que durante o banho neste tipo de piscinas, as crianças sempre recebem colete salva-vidas aprovados, especialmente os menores ou aqueles que não se desenvolvem com habilidade e resistência na água.

Lembre-se de que não é aconselhável usar algemas ou boias infláveis ​​em crianças e, se você precisar usar elementos de segurança, verifique se pode fazê-lo em todas as atrações, pois em alguns casos eles podem interferir na segurança, impedindo, por exemplo, deslize corretamente os slides.

Não tome banho nas áreas de passagem

Quando usamos um escorregador, é importante partir rapidamente no momento em que alcançamos a água, e não tome banho no perímetro ao redor da boca do escorregador. Se não mantivermos essa área livre, os banhistas que ficarem encantados com o escorregador poderão colidir com os da piscina.

Da mesma forma, as escadas, rampas ou áreas habilitadas para passagem também devem ser claras.

Faça o uso adequado dos slides

Os slides são a atração principal dos parques aquáticos, mas se não for usado corretamente, podem causar ferimentos, como fraturas, feridas e arranhões, cortes ou concussões.

Portanto, é essencial seguir as recomendações do salva-vidas antes de escorregar, fazer uso dos escorregadores apenas se os limites de peso e altura forem respeitados e não se atirar abruptamente ou em posições não recomendadas.

Não corra perto da piscina

Esta regra deve ser seguida por todas as crianças que fazem uso de qualquer piscina, embora, no caso de parques aquáticos, devamos enfatizá-la especialmente, pois são geralmente espaços que congregam muitas pessoas e, portanto, aumentam o risco de queda acidental, tanto fora do água como dentro.

Também Recomenda-se que as crianças usem botas ou sapatos especiais para a água, pois evitam escorregões, ajudam a queimar as solas dos pés e previnem infecções típicas de ambientes aquáticos.

Outras recomendações básicas na hora do banho

Além das regras específicas dos parques aquáticos, devemos prestar atenção a outras recomendações básicas que todos devemos ter em mente ao tomar banho em piscinas ou no mar:

  • Manter a hidratação adequada, especialmente nas horas centrais do dia, para evitar insolação.
  • Use os chuveiros antes de entrar na piscina, para evitar cortes na digestão.
  • Renove o protetor solar com frequência, mesmo se não sairmos da água, porque os raios ultravioletas também penetram na água. Para isso, é aconselhável usar cremes resistentes à água que são rapidamente absorvidos.
  • Evite pular na piscina se houver muitas pessoas dentro e nunca mergulhe de cabeça primeiro sem antes verificar a profundidade da água.

Trauma na cabeça aumenta no verão: como evitá-los e o que fazer em caso de emergência

Localize um ponto de encontro

Outra dica útil que recomendamos ao visitar esse tipo de parque é que, assim que você entra no site conceder um ponto de encontro familiar. Dessa forma, se algum membro da família sentir falta do resto, você poderá encontrar-se no ponto definido anteriormente.

No caso de crianças, é aconselhável colocar pulseiras de identificação (resistentes à água) com seus números de telefone e ensiná-las a entrar em contato com os socorristas ou com os gerentes do parque, caso se percam a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *