Miss Cantine

Nove coisas que você deve ter em mente para decorar o quarto das crianças corretamente

Quando engravidamos, começamos a preparar nossa casa para a chegada do bebê. Nesse sentido, escolher os móveis do seu quarto e pensar na decoração que colocaremos é uma das coisas mais emocionantes e emocionais.

Mas nem tudo vale a pena ao decorar o quarto das crianças, e há certos aspectos que devemos levar em consideração para que o ambiente seja seguro e a decoração perfeita. Damos-lhe algumas chaves para obtê-lo.

Crie um ambiente seguro

Antes de falar em detalhes sobre a decoração da sala, é essencial ter em mente a importância de criar um ambiente seguro para o nosso bebê. Porque antes que desejemos perceber, nossa pequena começará a engatinhar e explorar tudo ao seu redor, por isso temos que garantir que, quando chegar a hora, não haja perigos ao seu alcance. Para fazer isso:

  • Evite qualquer decoração suscetível a quebra e danos se a criança agarra e joga no chão, como vasos, luminárias, enfeites de vidro, cerâmica …

  • Tranque portas, gavetas e janelas

  • Proteger os plugues que estão ao alcance do bebê

  • Não coloque nada sobre o berço do bebêe coloque-o longe das janelas

  • Certifique-se de que os móveis sejam estáveis ​​e bem fixados à parede com sistemas de ancoragem

Não instale cortinas ou persianas com cordas

Cortinas ou persianas são essenciais em qualquer ambiente da casa, pois proporcionam calor e vestem nossa casa com um toque pessoal. Mas em uma casa com bebês e crianças pequenas, devemos Tenha muito cuidado com o tipo de cortina que instalamos.

Dessa forma, os especialistas recomendam evitar cortinas e persianas com cordas para levantar, abaixar ou correr de um lado para outro, cortinas romanas com laços internos nas costas ou persianas com contas de contas com um anel.

E é que, quando as crianças começam a engatinhar, tendem a brincar com as cortinas ou a se esconder atrás delas, e os cordões pendurados e ao seu alcance podem representar um sério risco de asfixia. Como alternativas, podemos escolher:

  • Persianas com hastes rígidas, para mover os painéis de um lado para o outro.

  • Opções sem fio ou motorizadas.

  • Cortinas planas, simples e sem fios.

Evite móveis de uso limitado

Os especialistas em decoração nos lembram que o bebê cresce rapidamente e que, se comprarmos móveis de uso limitado, teremos que repetir o desembolso Em um curto espaço de tempo.

Portanto, é aconselhável optar por berços grandes que podem se tornar uma cama mais tarde e, portanto, ser usados ​​pela criança até que complete seis ou sete anos. Existem também estruturas únicas de berço com gavetas no mercado, que podem ser separadas e se tornar uma cama e mesas de cabeceira.

Quanto ao trocador, devemos garantir que a estrutura que hoje facilita a troca de fraldas para o bebê possa ser removida no futuro, deixando-nos um mobiliário confortável e prático, com espaço de armazenamento.

Fuja da decoração sobrecarregada

Um excesso na decoração do quarto das crianças não é apenas desnecessário para o bebê, mas pode superestimá-lo. Além disso, e como mencionamos no início, isso pode aumentar o risco de possíveis perigos.

Lembre-se: todos os objetos decorativos devem estar fora do alcance do bebê e não devem conter peças pequenas. Da mesma forma O berço onde você dorme deve ser o mais claro possível, livre de almofadas, travesseiros e bichos de pelúcia.

Como criar um quarto infantil inspirado em Montessori com itens da Ikea

Opte por tintas laváveis ​​e cores claras

Outro aspecto que devemos levar em consideração é a decoração das paredes. Enquanto o bebê é pequeno é recomendável optar por cores quentes, que convidam a relaxar e descansar. Murais e vinil com motivos infantis também podem ser uma ótima opção.

Porém, à medida que nosso filho cresce e experimenta, as paredes geralmente se tornam “seu primeiro alvo” de rabiscos, por isso é uma boa idéia recorrer a tintas laváveis ​​ou tinta ardósia, o que o ajudará a desenvolver sua criatividade sem sustos. nós

Cuide da iluminação da sala

Outro elemento que o ajudará a dar um toque pessoal à sala, enquanto cuida do relaxamento e do descanso do bebê, é leve. Além da lâmpada que colocamos no teto, recomenda-se localize outros pontos de luz com diferentes intensidades de iluminação Para todas as ocasiões.

Dessa forma, podemos colocar uma lâmpada noturna perto do berço do bebê (mas nunca ao alcance), com uma luz fraca que incentiva o descanso. Também podemos optar por arandelas de parede com formas infantis ou guirlandas de luzes que oferecem uma atmosfera calorosa e aconchegante.

Teclas para iluminar o quarto das crianças

Para fornecer uma toque íntimo em certas áreas da salaPodemos usar as lâmpadas de assoalho em pontos estratégicos, como ao lado da cadeira de enfermagem ou perto da mesa de trocar o bebê. Mas quando nosso filho começar a engatinhar, é recomendável remover esses tipos de lâmpadas.

De qualquer forma, não se esqueça da importância da luz natural, que pode ser realçada com tons pastel, decoração simples e cortinas ou persianas de tecidos leves e leves.

Evite tapetes de cabelo

Os tapetes de cabelo aquecem a sala e são um belo elemento decorativo. Mas quando há crianças pequenas em casa eles são muito impraticáveis, por serem difíceis de limpar, concentram um grande número de ácaros e podem causar viagens quando começam a andar.

No entanto, os tapetes permitem que o bebê brinque no chão sem esfriar, além de amortecer ruídos e solavancos. Portanto, é aconselhável usar tapetes feitos de materiais facilmente laváveis ​​e fixá-los muito bem no chão para evitar acidentes.

E para quem busca exclusivamente originalidade e um toque decorativo, recomendamos tapetes de vinil), com muitos modelos que irão encantar as crianças.

Deixe espaço para o jogo

O jogo é primordial na infância e, antes que você queira perceber, seu bebê estará rastejando e explorando todos os cantos da sala, então é essencial ter um grande playground para o.

No entanto, nem todos os quartos são espaçosos; portanto, no caso de quartos pequenos, podemos recorrer a soluções práticas, como beliches com espaço abaixo para brincar, cantos bem usados ​​ou arranjo de móveis em forma de L, para deixar um espaço central para o ambiente. jogo

Espaços de armazenamento para manter a ordem

Brinquedos, livros, roupas, bichos de pelúcia … existem inúmeros objetos que as crianças acumulam nos primeiros anos; portanto, ao decorar seu quarto, é importante levar em consideração os espaços de armazenamento.

Através de armários com gavetas grandes, berços ou camas com espaço de armazenamento embaixo, cestas classificadas para guardar seus brinquedos ou prateleiras onde você pode colocar caixas com seus objetos favoritos.

Manter a ordem em casa é importante, não apenas porque o distúrbio pode gerar muito estresse, mas porque uma sala limpa, onde tudo tem seu próprio lugar, contribuirá para a autonomia do bebê e, quando chegar a hora, será mais fácil brinquedos

As sete chaves do método Marie Kondo para ensinar as crianças a arrumar em casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *