Miss Cantine

Desafios virais e adolescentes: aconselhamento especializado para prevenir situações de risco

Quase 70% das crianças entre 10 e 15 anos têm telefone celular e a maioria dos adolescentes também tem perfis sociais. Segundo uma pesquisa recente, as redes sociais são essenciais para que os jovens se apresentem aos outros e se sintam integrados dentro de um grupo. Mas especialistas alertam que essa necessidade de aceitação pode levá-los a assumir perigosos desafios virais por sua segurança.

Portanto, a Polícia Nacional e a Orange, por meio de sua iniciativa “Por um uso amoroso da tecnologia”, aderiram a uma campanha de conscientização e prevenção, que visa alertar adolescentes e jovens de os riscos que podem representar alguns desafios virais.

A moda dos desafios virais

Nos últimos anos as redes sociais tornaram-se o cenário perfeito para a disseminação dos chamados desafios virais ou desafios sociais, que são ações propostas no ambiente digital e convidadas a serem realizadas por usuários de todo o mundo.

Qualquer um pode participar do desafio com a única condição de essa ação é filmada e compartilhada sob certas hashtag para torná-lo viral.

“Desafio dos 10 anos”, “Quatro gerações” ou “Desafio do balde de gelo” têm sido os desafios virais divertidos, inocentes e de apoio mais jogados ultimamente, mas em outras ocasiões, os desafios escondem perigos e até a morte.

É o caso do “In My Feelings Challenge”, que pede para sair de um carro em movimento e dançar; a famosa “baleia azul”, uma sequência de desafios cujo ponto culminante é o suicídio de seus protagonistas; o aterrorizante “Momo”, que obriga a seguir as direções perigosas do WhatsApp recebidas por uma figura estranha; ou o mais recente “Desafio da Caixa de Pássaros”, que consiste em sair para a rua com os olhos vendados, imitando o protagonista do filme “Cego”.

Portanto, a companhia telefônica Orange e a Polícia Nacional quiseram participar de uma iniciativa enquadrada no projeto “Por um uso amoroso da tecnologia”, com o qual pretendem alertar jovens e adolescentes dos perigos de imitar esse tipo de comportamento.

“O objetivo que estabelecemos é acabar com os danos causados ​​pelos desafios virais que circulam na internet e isso põe em risco não apenas a saúde, mas a vida de nossos filhos “- indicou Francisco Pardo, diretor da Polícia Nacional.

“Queremos convidar a reflexão dentro das famílias sobre a importância de manter um relacionamento saudável com a tecnologia, e que a chamada “ditadura do gênero” não leva nossos filhos a se machucar ou a arriscar suas vidas agradando seus seguidores “- disse Samuel Muñoz, diretor geral de Marketing da Orange Spain.

“Por um uso amoroso da tecnologia”

A campanha terá caráter educacional e contará com informações on-line, conselhos e mensagens de especialistas e dois vídeos com os quais eles pretendem impactar entre os mais jovens.

O primeiro é um vídeo de ficção onde uma situação infelizmente muito real é exposta, que é a de um adolescente fazendo acrobacias na borda de um edifício enquanto ele é gravado com seus celulares por um grupo de amigos.

Com este vídeo, os especialistas querem que pais e filhos conversem sobre os sentimentos causados ​​pela situação filmada e que os jovens repensem essa história.

O YouTube proíbe desafios perigosos envolvendo menores e piadas abusivas que causam danos emocionais às crianças

O segundo é um vídeo realista e extremamente impressionante, que registra a reação de um grupo de amigos que são convidados a realizar um experimento sobre desafios virais. No começo, tudo começa como um jogo, mas você logo perceberá as terríveis conseqüências que um desses desafios pode ter.

A iniciativa, “Para um uso amoroso da tecnologia”, foi lançada em setembro de 2017 pela empresa Orange para conscientizar crianças, jovens e adultos sobre a importância de usar as TIC com segurança e responsabilidade, a fim de evitar fenômenos como sexting, cyberbullying, confinamento solitário, sharenting ou exposição precoce de menores a conteúdo adulto.

O verdadeiro problema de compartilhar a vida de seus filhos nas redes

Por seu lado, a Polícia Nacional tem informado e educado menores sobre os riscos relacionados ao uso inadequado das TICs, da Internet e das redes sociais.

A educação como ferramenta de prevenção

Segundo os especialistas, a confiança com nossos filhos e a comunicação são as principais ferramentas que temos pais e responsáveis ​​para evitar situações de risco decorrentes de desafios virais.

E para conseguir isso, a Polícia Nacional e a Orange oferecem as seguintes chaves:

  • Monitore o tipo de conteúdos que eles acessam Nossos filhos na Internet.

Sete dicas para afastar nossos filhos da pornografia na Internet

  • Observe o que eles publicam em seus perfis sociais e se eles tendem a imitar o comportamento de outras pessoas.

  • Conheça os influenciadores que eles seguem e se eles representam desafios ou publique fotografias ou vídeos deles.

  • Concorde com os menores sobre regras de uso responsável, inteligente e respeitoso de computadores, tablets ou smartphones.

  • Avise-os dos riscos envolvidos no compartilhamento de dados pessoais com outros usuários online.

  • Trabalhe sua auto-estima para que eles saibam como gerenciar a opinião dos outros.

Quando comprar o primeiro celular para crianças: dicas para acertar e ensinar-lhes a usá-lo bem

No caso de detectar que alguém propõe um desafio viral que pode ser perigoso para crianças e adolescentes, deve ser comunicado e relatado na rede social ou espaço correspondentee alertar, se necessário, as Forças de Segurança do Estado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *